Home

Por Rosa Donnangelo

Quarta-feira, 31 de outubro de 2012. O dia é marcado pelo fechamento do Jornal da Tarde, carinhosamente conhecido como JT. Há 46 anos em circulação, o JT marcou o jornalismo brasileiro pela grandes matérias, capas e pelo inovador design gráfico. É um clássico, e clássicos são eternizados, não morrem e não são esquecidos. Foi fruto de inspiração para os leitores mais fieis e para os profissionais de comunicação.

Fundado em janeiro de 1966, teve como impulso o New Journalism, a experiência literária do jornalismo. Desde então, se destacou pelos textos com outra visão e estrutura. A ideia de criar um jornal vespertino foi de Julio de Mesquita Filho, um dos fundadores do Estadão, e a concretização partiu de Ruy Mesquita, filho de Julio. O jornal teve como primeiro editor-chefe Mino Carta e foi ele quem escolheu a primeira equipe.

O Jornal da Tarde chegava às bancas por volta das 15h e este fato era o mais inovador. O vespertino apresentava boas doses de humor em seus textos e suas capas eram sinônimos de novidade. Muitas delas vinham com fotos enormes estampadas e a ausência de palavras dava um charme no design do jornal, além de despertar a curiosidade do leitor e causar impacto. Essas capas se tornaram sucesso e a tiragem só aumentava.

É impossível e injusto falar da história do Jornal da Tarde sem recordar a capa que anunciava a derrota do Brasil na Copa do Mundo de 1982; da que estampava o luto pela não aceitação da emenda Dante de Oliveira, que daria ao país o direito às eleições diretas, em 1984; da que trazia o então  governador Paulo Maluf sendo comparado ao personagem Pinóquio, conhecido por mentir e ter o nariz aumentado toda vez que o fazia;  e a que trazia o rosto de Jânio Quadros, prefeito eleito após a eleição de 1985.

Capa do JT quando o Brasil se despedia da Copa do Mundo de 1982. O menino expressava a tristeza de uma nação. A foto é de Reginaldo Manente, fotojornalista.

Foto comparando Maluf, o então governador, com Pinóquio, personagem de desenho animado que mentia a todo tempo. Foto: Reprodução

Jornal da Tarde em luto pela não aprovação da emenda que garantiria ao país as eleições diretas. Foto: Reprodução

A foto foi feita por Clovis Cranchi Sobrinho e mostra o prefeito eleito em 1985, Jânio Quadros.

O Jornal da Tarde escreveu a história. E não de forma comum, pelo contrário, se sobressaiu. Não foi  à toa que ganhou mais de 20 Prêmios Esso de Jornalismo, dentre eles o de Fotografia “Barcelona, 5 de julho de 1982” pela primeira foto mostrada acima, publicada na edição de 6 de julho de 82.

A chegada do jornal às bancas mudou de horário, se adequou ao horário do Estadão, devido ao trânsito da cidade e à crise econômica. Era mais barato levar todos os jornais às bancas de uma só vez. O design também mudou e as mídia digitais surgiram. Por consequência, os leitores diminuíram e a quantidade de anúncios ainda mais. O fato é que a brilhante trajetória do JT chega ao fim. Na última edição do jornal, de número 15.409, há alguns comunicados e informes sobre o encerramento das edições, e o principal argumento para esse fim é voltado para o enfoque no Estado de S. Paulo, principal veículo do Grupo Estado. O caderno referência em assuntos automobilísticos é o único que permanecerá ativo. O “Jornal do Carro”, que pertence ao Jornal da Tarde, vai continuar circulando, mas no Estadão, às quartas-feiras.

A despedida é dolorosa, mas necessária. Como título de um dos informes sobre o fim, JT coloca: “Missão Cumprida”. A missão com jornalismo foi esplendorosa, o compromisso com o fato e com o leitor sempre foram os principais objetivos. Este jornal inovador, voltado para o público jovem, mostrou o quanto era maduro em ações, matérias e furos. É esse o caminho para as inspirações dos profissionais do Jornalismo de qualidade, compromissado com o que é de interesse público.

Última capa do Jornal da Tarde, em 31.10.2012. Foto: Divulgação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s