Home

Por Isabella Amaral

Os ativistas que militam a favor do uso da bicicleta na metrópole ganharam mais uma batalha, mas a guerra no trânsito ainda está no início. A avenida mais famosa de São Paulo acabou de receber uma ciclofaixa. A zona próxima ao canteiro central da Avenida Paulista agora é de uso exclusivo dos ciclistas aos domingos. São cinco quilômetros para pedalar das 7h00min da manhã até às 4h00min da tarde.

foto por Isabella Amaral

foto por Isabella Amaral

Para muitos ciclistas, a culpa do tráfego intenso é a quantidade absurda de carros que circulam pela cidade e a solução é o uso do transporte público e das magrelas. Porém já é sabido que nos dias em que algumas das principais avenidas da cidade cedem uma de suas faixas às bicicletas o trânsito fica mais congestionado do que o normal. Fenômeno ocorrido no sábado (22 de setembro), Dia Mundial sem Carro, quando foram registrados 36 km de lentidão. O agente da CET Felix, que trabalha no controle do trânsito aos domingos na Avenida Paulista, diz que “o trânsito está mais intenso, mas as pessoas estão se habituando ao novo ritmo”. A motorista Juliana, que circulava pela avenida no último domingo acredita que ainda há muito a ser feito quanto ao trânsito em São Paulo antes da implementação de uma ciclofaixa. “Tem que desafogar as grandes avenidas, expandir o metrô e criar faixas exclusivas para ônibus.”  ela complementa “A ciclofaixa é apenas uma opção de lazer”.  David, de 47 anos, disse que a ciclofaixa só veio para atrapalhar. “Lugar de bicicleta é no parque, não na avenida atrapalhando o trânsito”. Ele compartilha da opinião de muitos motoristas que ficam presos no congestionamento todos os domingos e feriados.

foto por Isabella Amaral

Os ciclistas defendem que o congestionamento deve servir de incentivo para as pessoas deixarem os carros em casa. Segundo o produtor cinematográfico Luciano, o tráfego intenso faz parte do processo de conscientização: “Todo mundo tem que andar menos de carro. Eu sei que de ônibus realmente não dá, mas tem que andar de metrô, fazer carpool e tudo mais.” A pedagoga Maju acrescenta: “Esta é a melhor maneira da circular. E faz bem pra saúde: diminui a poluição e melhora a qualidade de vida”, entende.

foto por Isabella Amaral

A crítica da maioria dos ciclistas é o horário restrito, eles acreditam que apenas nove horas no domingo não são suficientes. Maju, por exemplo, diz que prefere pedalar de noite e o faz sem a separação de faixas. “Acaba sendo perigoso,” ela diz “mas é o único horário que eu tenho pra fazer esse exercício”.

foto por Isabella Amaral

      Luciano chamou atenção para algo importante: a separação entre carros e bicicletas ainda é muito precária. “Acho que precisa de uma infraestrutura melhor” ele diz “Só esses cones vai acabar dando merda, algum cara desnorteado pode invadir a pista e atropelar alguém”. Ele cita ainda o acidente ocorrido na última corrida no Parque do Ibirapuera dia 17 de setembro quando um carro invadiu a barragem colocada pela CET e atropelou sete atletas.

foto por Isabella Amaral

Por outro lado as unidades de atendimento instaladas próximas à Rua da Consolação que fazem reparos rápidos, enchem pneus e até alugam bicicletas são muito elogiadas. Mesmo no final do mandato o prefeito Kassab tenta impor uma marca de sua administração em favor dos ciclistas. Atualmente são quase 80 quilômetros de ciclofaixas que percorrem diversas áreas da cidade, são elas: a Ciclofaixa Entre Parques (que liga o parque do Ibirapuera ao parque Villa Lobos e o parque das bicicletas), a da Zona Norte (que dá acesso ao parque da Juventude e ao SESC Santana), a da Zona Leste, a da Paulista e a do Centro Histórico (que circula por pontos históricos da cidade).  Ainda é pouco para uma cidade que registra mais de 200 quilômetros de lentidão em uma sexta-feira um pouco mais movimentada.

foto por Isabella Amaral

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s